Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Os passeios de Stela

por Fernando Zocca, em 21.05.10

 

 

 

                           Stela tem algo de rodriguiano que a identificaria com aquela personagem buscadora do equilíbrio nas aventuras extraconjugais.

 

                   Apesar do fausto material que a cerca, ela não obteria o bem estar se não se dispusesse a dar seus “pulinhos”, não nos ônibus, ou lugares ermos, mas nos hotéis de luxo.

 

                   Esse comportamento de Stela tem muito de vingativo, de punidor. Ao invés de digamos, “discutir a relação” com o marido, terminando de vez  o relacionamento conflituoso, ela se compensaria  nas  incursões amorosas.

 

                   O desejo de manter a família unida a impediria de separar-se. Para ela a coesão familiar, mesmo que não satisfatória, teria mais importância.

 

                   Se impedida ao acesso dessa válvula de escape o que lhe restaria? Uma neurose, agressividade, hostilização, terapias, divórcio?

 

                   O adultério serviria para aquietar momentaneamente a exaltação dos ânimos. Porém com o passar do tempo as consequências se apresentariam de forma talvez até que mais trágicas.

 

                   Nas aventuras em que se envolve ela não se compromete: não diz seu nome e nem quer saber o dos parceiros casuais.  Stela vive a vida.

 

 

AVISO:

 

Os blogs

 

http://laranjanews.blog.terra.com.br

 

http://monitornews.blog.terra.com.br

 

http://barbatana.blog.terra.com.br

 

Encontram-se momentaneamente impossibilitados de atualização por problemas técnicos.

 

Enfermeiro mata sete idosos por 50 euros cada

 

Assaltado quando levava saco de dinheiro para o banco

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:52






subscrever feeds