Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A que levam as políticas de Obama e Romney

por Fernando Zocca, em 05.11.12


 

Muita vez o empreendedorismo, marca registradíssima dos norte-americanos, não dá muito certo.

E quando isso acontece englobando milhões de pequenas, médias e grandes empresas o resultado é, no mínimo, desastroso.

A terrível onda de insolvências acontecida em 1929 e repetida agora recentemente, que levou Barack Obama a emprestar dinheiro aos bancos e fábricas de automóveis, é um bom exemplo disso.

O empresário chega a momentos em que não tem a quem vender. Apesar de ter investido muito dinheiro na produção, o encalhamento do produto o faz amargar frustrações retumbantes.

Esta verdadeira corrente de inadimplentes, que se forma por causa da ausência de recursos, aumentaria até que mercados distantes possam absorver as produções estocadas. 

Entretanto domínio do mercado hoje em dia é exercido por quem faz produtos bons, excelentes até, porém com preços bem menores.

É claro que a indústria automobilística norte-americana terá sua produção imensa encalhada, quando os mesmos produtos com qualidade igual ou até melhor, feitos na China ou na Coréia do Sul, estiverem à disposição do consumidor no mundo todo.

E a politica professada pelos Republicanos, objetiva agora, nesta véspera de eleição presidencial, ofertar empregos aos eleitores. Mas como? Onde?

Fabricar o quê, para quem, se no mundo inteiro as indústrias automatizadas espalham-se vertiginosamente?

A Europa, imersa em dívidas impagáveis, valendo-se do FMI, adquire automóveis, computadores, aviões e tudo o mais fabricados no oriente.

Só a guerra levantaria a poderosíssima indústria norte-americana. E se os Republicanos, liderados por Mitt Romney, pretendem ofertar trabalho não haveria outra forma que não fosse essa.

Sem conflitos não haveria consumo e muito menos a produção industrial com as alegadas propostas de emprego.

Na minha opinião Obama está correto em fortalecer a classe média, permitindo que os mais ricos paguem um tantinho a mais de impostos.

Outro projeto louvável do presidente Obama é o estendimento dos serviços de saúde, oferecidos pelo Estado, a todos os contribuintes. Pois seria neste ponto também, que os Republicanos, defensores das indústrias farmacêuticas discordariam.

São politicas diversas que todos sabem a que levam. De Romney à insolvência total. De Obama ao equilíbrio onde todos, em tese, teriam uma vida mais confortável.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:38






subscrever feeds