Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Voto obrigatório não é direito

por Fernando Zocca, em 28.04.12

 

 

 

Voto obrigatório não é direito é obrigação. A população tem o direito de expressar o que pensa dos políticos, não comparecendo às urnas.

Na verdade a que mais você atribuiria a enorme abstenção, verificada nas eleições passadas, se não fosse à descrença nos chamados homens públicos?

A mídia diária vem repleta de bons motivos para que o eleitor reprove, com a sua ausência, aqueles em quem votou.

Veja que a cada direito corresponde uma obrigação. Se o voto fosse direito, onde estaria a sua obrigação? O candidato tem o direito ao voto, mas tem a obrigação de cumprir os deveres a ele inerentes. E não é isso o que acontece.

O eleitor não deve ter a obrigação de votar, quando os eleitos não cumprem com as suas. Então, meu querido leitor, a população, o eleitorado, deve ter garantida na Constituição Federal, a sua opção de não votar em ninguém.

Se os eleitos não cumprem com as suas obrigações, por que o eleitor cumpriria com a sua?

Perceba que o arbítrio, é assegurado legalmente aos cidadãos nos países mais desenvolvidos culturalmente. Já passou da hora em que a legislação brasileira, relacionada com esse assunto, seja atualizada.

Talvez chegue o tempo em que, motivada pelo bom exemplo, das pessoas que se proponham a seguir a carreira política, a população compareça em massa e espontaneamente às urnas.

Será?   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:18