Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mercadante Cresce nas Pesquisas

por Fernando Zocca, em 27.08.10

               Nessa altura da campanha eleitoral parece que alguns ninhos tucanos, em extrema efervescência, emitem sinais de conflitos internos e acusações sem fim.

 

                As discussões prolongam-se em bate-bocas intermináveis, indicando a desorganização e a prevalência das dúvidas.

 

              A confirmação dos equívocos, na escolha das diretrizes a serem adotadas, assinalaria rupturas históricas. Enquanto isso Aloísio Mercadante, candidato do Partido dos Trabalhadores ao governo do Estado de São Paulo, subiu quatro pontos, chegando a 20% das intenções de voto.

 

                Mercadante participou ontem (26/08), da abertura do Projeto Sustentar em Campinas (SP) onde discursou.

 

                Falando sobre as acusações do PSDB, exibidas na quarta-feira (25/08), Mercadante disse que “O nervosismo do candidato tomou conta da campanha. Isso é um sintoma claro do nosso crescimento, da nossa perspectiva de vitória. Acho que ele fez ontem uma acusação completamente injusta e infundada”.

 

              “Eu vou continuar a minha campanha. Os índices de intenção de voto vão crescer. É evidente que nós vamos crescer fortemente. Sempre com uma campanha propositiva, com críticas às políticas públicas, sempre evitando qualquer tipo de ataque pessoal. Eles estão nervosos, nós temos que dar um desconto, faz parte da disputa”, enfatizou o candidato petista.

 

                Veja no vídeo abaixo, alguns momentos da participação de Aloísio Mercadante, na abertura do Projeto Sustentar, na cidade de Campinas (SP).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:01

Dilma e Lula participam de comício em Campo Grande

por Fernando Zocca, em 25.08.10

A candidata do Partido dos Trabalhadores à presidência da República Dilma Rousseff participou na noite de ontem, terça-feira (24), em Campo Grande (MS), de mais um comício da campanha, rumo ao Palácio do Planalto.  O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também esteve presente e discursou em seguida à fala da candidata.

 

Em sua mensagem Dilma elogiou Lula dizendo ser ele "O presidente que acabou com aquele país que era da desigualdade, do desemprego e da estagnação."

 

Em outros momentos, disse que Lula "não é um presidente que se fechou em Brasília" é um chefe de governo que "despertou imenso orgulho de ser brasileiro".

 

Afirmou que o governo do PT "jamais deixou faltar dinheiro para o Bolsa Família" e citou  a gestão do PSDB ao afirmar que "investimos em estradas muito mais recursos do que o governo do Fernando Henrique aqui investiu".

 

Ao final, disse ser "importante que a gente não ache que já ganhamos" e em seguida afirmou que "O presidente nesse ato não é que passa para mim um governo, passa muito mais: a responsabilidade de cuidar daquilo que ele mais ama, que é o povo brasileiro".

 

Lula, bastante emocionado, falou sobre um fato acontecido com ele, durante a campanha presidencial de 2002.

  

"Uma vez estava almoçando na Folha de S.Paulo e o diretor me perguntou: como é que você quer governar o Brasil se você não fala inglês? [...] E eu disse para ele: alguém já perguntou se o Bill Clinton fala português? Eles achavam que o Bill Clinton não tinha obrigação de falar português. Era eu, o país subalterno, colonizado, que tinha que falar inglês".

 

O presidente Luís Inácio Lula da Silva afirmou ainda que terminará o mandato "sem precisar ter almoçado em nenhum jornal nem nenhuma televisão". "Também nunca faltei com o respeito com nenhum deles. Já faltaram comigo. Se dependesse de determinados meios de comunicação, eu teria zero na pesquisa, e não 80% de bom e ótimo como temos nesse país", disse.

 

Terminando o seu discurso Lula falou sobre o preconceito contra a mulher no país e afirmou que a eleição de Dilma representa "carinho e amor que somente a mãe pode ter".

 

Veja, no vídeo abaixo, alguns momentos da visita da candidata Dilma Rousseff e Lula, à porta da Mercedes-Benz, em São Paulo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:33

Educação e cultura são prioridades, diz Aloísio

por Fernando Zocca, em 21.08.10

          O Senador Aloísio Mercadante, candidato do Partido dos Trabalhadores, ao Governo do Estado de São Paulo, participou ontem (20), sexta-feira, de uma tarde de autógrafos na 21ª Bienal Internacional do livro, que acontece na capital paulista.

  

        Mercadante conversou com professores, aos quais apresentou suas propostas para a Educação no Estado, tendo autografado livros de sua autoria. Aloísio destacou também que a leitura é muito importante para a formação lúdica e cultural das crianças e adolescentes.  “O livro sempre tem uma magia, tem um sonho e uma história” disse ele.

 

             “O Brasil tem um Plano Nacional do Livro e da Leitura, o estado de São Paulo não tem. Precisamos do plano para fomentar e estimular a leitura, para que faça parte do cotidiano da nossa população”, afirmou o candidato petista.

 

                 Ao lado Netinho de Paula e de candidatos a deputado estadual e federal, Mercadante caminhou pela feira e foi ao stand da Editora Terceiro Nome autografar seu livro “Brasil, a Construção Retomada”, que tem prefácio do presidente Lula.

 

                  No stand da Fundação Perseu Abramo, o senador assinou os livros “Governo Lula e a construção de um Brasil mais justo” e “Nova Política Econômica”, ambos com dois artigos escritos por ele.

 

                 Eliana Sá, vice-presidente da Liga Brasileira de Editoras (Libre), entregou ao senador uma carta em que pede uma nova regulação para o mercado editorial brasileiro, cotas mínimas governamentais para compra de livros de pequenas editoras e fortalecimento da rede de bibliotecas públicas, entre outras medidas.

 

                 Mercadante agradeceu a iniciativa da Liga e ressaltou que a educação e a cultura serão suas prioridades no governo do estado.

 

                 Segundo ele, São Paulo precisa de ensino de qualidade “para que a juventude saiba ler, interpretar um texto e ter motivação pra leitura”.

 

                “E, mais do que isso, pensaremos em projetos em parceria com as prefeituras em bibliotecas móveis, para que ônibus possam ir à periferia estimular a leitura”, afirmou.

                Veja no vídeo abaixo alguns momentos da visita do candidato.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:19

Dilma reaproxima-se da CNBB

por Fernando Zocca, em 19.08.10

Sob a intermediação do chefe de gabinete da Presidência da República Gilberto Carvalho, a candidata do PT, ao cargo maior do executivo nacional, Dilma Rousseff, se reuniu na manhã desta quinta-feira, com a cúpula da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

 

A reunião foi interpretada como tentativa de reaproximação com a Igreja Católica, após o desconforto causado pela publicação de um artigo no site da entidade, que defendia boicote eleitoral à candidata.

 

Na publicação, o texto assinado pelo Bispo de Guarulhos, dom Luiz Gonzaga Bergonzini, criticava o posicionamento da petista sobre o aborto.

 

Estiveram presentes no encontro o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha, o vice-presidente, dom Luís Soares Vieira, o secretário-geral, dom Dimas Lara Barbosa, e o assessor político da entidade, padre Ernani Pinheiro.

 

Na saída da reunião, Dilma comentou os exames que fez, na véspera, em São Paulo, como parte do controle do câncer linfático do qual se tratou no ano passado. Dilma disse que foram exames de rotina e que está se sentindo muito bem.

 

- Fizeram os proverbiais exames de imagem e eu estou muito bem, obrigada. - disse ela.

 

Segundo boletim médico, divulgado nesta quinta-feira, os exames fazem parte da rotina normal de acompanhamento e encontram-se dentro da normalidade. O estado de saúde da candidata é considerado excelente.

 

A candidata afirmou que fez caminhada nesta quinta-feira por volta das 7h, mas achou que o tempo estava "muito frio e seco". Indagada se estava cansada da campanha ela respondeu:

 

- Cansada, não. Na verdade eu escalo um Everest por dia e isso me torna mais resistente. – afirmou.

 

Nesta tarde, Dilma ainda participa do 8º Congresso Brasileiro de Jornais promovido pela Associação Nacional de Jornais (ANJ) no Rio. O candidato do PSDB, José Serra, também participará do evento.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01

O que o PSDB faria aos pobres?

por Fernando Zocca, em 18.05.10

                     

                                Se houver a repetição, em  âmbito nacional, da movimentação pré-eleitoral, que conduziu Barjas Negri à prefeitura,  Serra levará o caneco presidencial.

 

                   As situações municipais e federais assemelham-se. Reforçam ainda essa tendência o fato de ter o PSDB a simpatia do governo norte-americano e seus aliados aqui no Brasil.

 

                   Caracterizam ainda a ideologia dos tucanos, além da obsessão pela produção industrial e o consumo,  mantenedores desse modo de vida danoso ao meio ambiente, um profundo desprezo pelos pobres.

 

                   Hilary Clinton, que era esposa de Bill Clinton, no tempo em que Fernando Henrique Cardoso comandava a nação, atual secretária de estado norte-americana, espertamente conduziu ao descrédito os esforços  de Lula e sua equipe que tentou firmar acordos de não proliferação de armas atômicas com o Irã.

 

                   Se a derrota da seleção brasileira de futebol servir para enfraquecer a moral dos ocupantes do governo central, certamente que isso ocorrerá. Por outro lado, havendo a vitória, pode o meu leitor ter a mais absoluta certeza que os créditos caberão aos bicudos, seus bancos e redes de TV.

 

                   O pessoal do PSDB não gosta de gente;  há entranhado no meio deles um profundo preconceito contra os miseráveis. Os bicudos amam o conforto e o luxo  que lhes proporcionam os produtos elaborados pela indústria.

 

                   Em Piracicaba o atendimento nos postos de saúde deixa muito a desejar. São ineficientes. O mesmo ocorre com o ensino. Ao governo PSDB aqui instalado, interessa o recapeamento de ruas, a colocação de pontes e outras atividades que não teriam outro motivo que não a facilitação de fraudes nos processos licitatórios.

 

                   Imagine que Evo Morales, Raul Castro, Hugo Chaves Mahmoud Ahmadinejad e Luis Inácio interessariam aos teóricos da política norte-americana. Nunca;  pois não se submeteriam. Há incompatibilidade de gênios.

 

                   Luis Inácio quer fazer hoje o que Jânio Quadros e Jango tentaram na década de 60. E assim como sucedeu com eles (o primeiro levado à renúncia e o segundo cassado),  o atual governo petista não terá sucesso.

 

                   Ontem a democracia norte-americana usava a força dos exércitos, hoje opera com o poder dos bancos e redes de TV.

 

 

Aula de física na escola pública.

Vídeo de uma aula de física da escola pública  Sud Mennucci em Piracicaba, gravado por um aluno.

 

Aviso: Os blogs

  

http://laranjanews.blog.terra.com.br

  

http://monitornews.blog.terra.com.br

  

http://barbatana.blog.terra.com.br

http://httpoficina.blog.terra.com.br

Encontram-se momentaneamente impossibilitados de atualização por problemas técnicos.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:29

Frustrando as intenções de Lula

por Fernando Zocca, em 18.05.10

 

                            Está muito claro que aos norte-americanos não interessa outro governo petista substituindo o Lula.

 

                   O presidente brasileiro demonstraria simpatia por Hugo Chaves, Evo Morales e Mahmoud Ahmadinejad representantes de ideologias opostas às professadas pelos americanos.

 

                   Lula pretendeu marcar um gol de placa ao levar o Irã a um acordo sobre o enriquecimento de urânio. Realmente um tratado foi assinado entre as nações que divergem sobre o assunto.

 

                   Entretanto baixando a bola do presidente brasileiro, a Sra. Ilary Clinton, representante do governo Obama, lidera uma corrente contrária às intenções do Lula, e tal fato constrangedor, pode influir negativamente na campanha da sua candidata à presidência.

 

                   José Serra tem o apoio de bancos como o Bradesco, de redes de televisão como a Globo, industriais e a consciência de que vencer o petista é uma questão de honra para muita gente.

 

                   A favor do PT observa-se, dentre outras,  ações como as que proporcionam alguma renda para a população carente. As chamadas bolsa escola e bolsa família que objetivariam premiar financeiramente as famílias carentes para manter seus filhos matriculados nas escolas.

 

                   O governo PT preocupa-se com a situação dos menos agraciados pelas benesses da sorte. Interessa-lhe o crescimento e o aprimoramento da condição humana.

 

                   A promoção da ascensão social nem sempre seria bem vista por outra ideologia que pregasse o consumo doido, a produção tresloucada e o detrimento do meio ambiente.

 

                   Para esse conjunto de ideias que vê única e exclusivamente a transformação drástica do planeta, como  a melhor forma de manter a sobrevivência humana, a instalação de mais outra indústria automobilística seria imprescindível.

 

                   Definitivamente: para os interesses do governo norte-americano nem Lula, Evo Morales ou  Mahmoud Ahmadinejad servem de bom exemplo.

 

Aviso: Os blogs

http://laranjanews.blog.terra.com.br

http://monitornews.blog.terra.com.br

http://barbatana.blog.terra.com.br

http://httpoficina.blog.terra.com.br

Encontram-se momentaneamente impossibilitados de atualização por problemas técnicos.

 

Bradesco Seguro terá de pagar indenização de R$ 15 mil por negar tratamento

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:29






subscrever feeds