Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Governo de Castro viola direitos humanos

por Fernando Zocca, em 04.02.12

 

 

Os imperadores perenes Fidel e Raul Castro negaram pela décima nona vez, o direito da blogueira cubana Yoani Sánchez (foto) de sair e voltar para o seu país, na hora em que bem entender.


Ela está impedida ilegalmente de sair de Cuba, bem como tem o direito de se expressar na internet, limitado pela política equivocada, do regime castrista.


Desde 1959 os imperadores vitalícios Fidel e Raul Castro conduzem de tal forma, a política cubana que o país se vê, ainda hoje, atolado num incrível obsoletismo industrial e inacreditável atraso cultural.


A tal orientação ideológica transforma também o estado, num vergonhoso violador, dos mais elementares direitos individuais.


Yoani Sánchez é opositora da política dos Imperadores e isso lhe tem custado uma forte discriminação, por parte das autoridades governamentais da ilha.


Apesar de ter autorização brasileira para vir ao Brasil, Yoani não obteve o consentimento para sair de Cuba.


Na tarde de ontem (03/03), ela postou no Twitter a mensagem "Não há surpresas. Voltaram a me negar a permissão de saída. É a ocasião de número 19 em que me violam o direito de entrar e sair do meu país".


Yoani, que luta pelo respeito à Declaração Universal dos Direitos Humanos, gravou a conversa que teve com os funcionários, durante a entrevista que lhe concederia, ou não, o visto para deixar Cuba.


Ouça o diálogo.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:38